SIGA-NOS!

Misiones

SHARE:

Combinando floresta e água e oferecendo paz e adrenalina, a província de Misiones é deliciosa para todos os sentidos. Ela pode luzir-se com paisagens naturais únicas –como a Garganta do Diabo, no Parque Nacional Iguaçu– e, ao mesmo tempo, seduzir com atividades que acendem o sangue, como tirolesa ou rapel em Salto Encantado, localizado em Aristóbulo del Valle. E tem mais: para os fãs da história, mantém vivo o legado da Companhia de Jesus que, no século XVII, iniciou sua missão evangelizadora nos povoados originários. As reduções jesuítico-guaranis de San Ignacio representam um passeio obrigado, já que, além de apreciar a arquitetura antiga, é possível desfrutar de um espetáculo multimídia.

Image title

As Cataratas do Iguaçu constituem a maior atração. Elas estão entre os três destinos mais escolhidos de todo o país e, há pouco tempo, foram declaradas uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo. Elas se encontram e uns 20 quilômetros do centro urbano da cidade de Puerto Iguazú.



A vegetação se mimetiza com o som dos animais e serve como contexto perfeito para a imponência que as Cataratas do Iguaçu oferecem. Trata-se de mais de 2 quilômetros de cascatas que superam os 70 metros de altura. O visitante encontrará 275 saltos ao longo dos alcantis e ilhotas, espalhados na meia lua que forma esta paisagem imponente, admirada pelo mundo inteiro. As trilhas podem ser percorridas a pé ou usando um pitoresco trenzinho da floresta, de combustão a gás, que sai do Centro do Visitante.

Image title

Além de percorrer o circuito tradicional, o Parque Nacional Iguaçu conta com o Passeio da Lua Cheia. Quando o sol se põe, permite, generosamente, que outro espetáculo inicie. A cada mês, durante cinco noites, é possível realizar caminhadas pelas passarelas até chegar à Garganta do Diabo. No decurso dessas noites mágicas, também é possível fazer os passeios pelos rios Iguaçu e Paraná.

Os lugares mais recônditos de Misiones podem ser percorridos com veículos especiais, a pé, a cavalo, fazendo rapel em cascatas ou em árvores gigantes, atividades como a tirolesa, atravessando barrancos, ou trekking para ver a incrível variedade de espécies vegetais e a rica avifauna. 

A terra vermelha penetra na pele, na alma. Não há viageiro que se resista a seus encantos

Para aqueles que desejem se embriagar mais um pouco com a magia da terrinha vermelha, perto da cidade de Puerto Iguazú há outras opções. Encontra-se, por exemplo, a cidade de Wanda, onde é possível visitar as minas de pedras preciosas.

Image title
Compañía Minera - Wanda


Os Saltos do Moconá, que são disputados pelos municípios de El Soberbio e San Pedro, também constituem uma beleza natural e visita obrigada. O Parque Provincial Moconá se encontra na Reserva da Biosfera Yaboti, que significa “tartaruga” em idioma guarani, a uns 337 quilômetros de Posadas, a capital da província. Se a altura do rio Uruguai permitir, será possível realizar passeios náuticos para ter um contato mais próximo com os imponentes saltos. Atravessar as águas se torna uma experiência que vale a pena ser contada.

Image title


Aventura

A província conta com um palco único no mundo para realizar este tipo de turismo. Aquele que inclui vertigem e adrenalina. Escalar ou descer de um pulo, visualizar a toda velocidade, das alturas, a maravilha da natureza, atravessar rápidos ou entrar na mata fechada são vivências que não têm preço para aqueles que têm espírito aventureiro.

Image title

Na cidade de Eldorado, este panorama foi focalizado e são oferecidas várias disciplinas que possibilitam fazer parte do arroio Piray Mini e seu entorno. Oberá também tem o que oferecer. A cidade se localiza na zona central da província e é reconhecida nacionalmente por causa de sua Festa do Imigrante, que se realiza no Parque das Nações, que durante dez dias enche de vestimentas e comidas típicas. Os naturais de Oberá oferecem, com orgulho, o salto Berrondo, que aparece como a atração principal e, há pouco tempo, acrescentou o rapel como opção.

O lugar por excelência para ter um contato genuíno e inesquecível é Salto Encantado, em Aristóbulo del Valle. Porém, entrar na mata e escalar as cascatas depende de fatores determinantes, um dos quais é o clima.




Legado

O caminho jesuíta abrange a área onde se assentaram os 30 povoados jesuítico-guaranis nos países da Argentina, o Brasil e o Paraguai, sete dos quais foram declarados Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. As Reduções Jesuíticas de San Ignacio constituem um desses sete povoados e, a cada ano, recebem milhares de visitantes. Percorrer o terreno permite conhecer, ao vivo, a cultura de vários séculos atrás.

Image title


GASTRONOMIA, COSTUMES, NATUREZA

Com certeza, Misiones desperta a inveja das províncias vizinhas. No limite com Brasil e Paraguai, sua terra goza, entre outras bondades, da riqueza da natureza. Na sua flora se destacam árvores como o palmito, a tipuana tipu, o loureiro, o cedro, a timbaúva, a paineira e espécies de canas ou taquaras, bem como o pinheiro-do-paraná ou araucária. De fato, o município de San Pedro, localizado na zona do alto Uruguai, foi catalogado como Capital Nacional da Araucária. Também é conhecido na região por causa de suas orquídeas, cujas flores são uma desculpa para a grande festa que é realizada, a cada ano, na cidade de Montecarlo.

Image title

A onça pintada, por sua vez, é um emblema da floresta missioneira. Na década de ’80, ela foi declarada Monumento Natural Provincial e de Interesse Público e sua caça é proibida por lei.

A terra missioneira é escolhida, também, para a observação de aves. Um leque de espécies seduz fãs e simpatizantes. As águias, os papagaios, as araras e os tucanos ganham todo o protagonismo. Por sua vez, as borboletas também têm seu segredo de atração. Em Santa Ana, por exemplo, a poucos quilômetros da capital provincial, há um borboletário que alberga milhares de espécies.

Image title

Em se tratando de costumes, a província que contém uma das Sete Maravilhas do Mundo, chama para a comunhão entre as pessoas. O chimarrão é um hábito que não discrimina idade nem gênero. Para os madrugadores ou para aqueles que trabalham muitas horas seguidas e precisam recarregar energias com a infusão. Amargo ou doce, dependendo de cada gosto. Para acompanhar o chimarrão nunca falta a chipa paraguaia, feita com polvilho doce, ou a chamada “torta frita”.

Nas colônias se colhe erva, tabaco, chá e inúmeras frutas e verduras que muitos produtores levam para os povoados, às chamadas “feiras francas”, para vendê-las aos vizinhos.

Misiones é, além de mato e picada, terra de imigrantes. A herança de diferentes nações –como a Alemanha, a Polônia, a Itália, o Japão e a Rússia, entre outras– está em vigor na província que soube dar asilo aos pioneiros desde1920. Oberá conta, há três décadas, com a Festa Nacional do Imigrante, que reúne todas as gerações de diferentes coletividades.

Para onde quer que você olhe, Misiones apaixona
  • Popular post 2

O que está acontecendo em #buenosaires