Deslocar-se por BA

A Cidade de Buenos Aires é o epicentro de tudo quanto acontece na Argentina. Milhões de pessoas por dia circulam por suas ruas e avenidas em carros, ônibus, trens, metrôs ou, simplesmente, a pé. Os horários de pique costumam ser caóticos como em qualquer outra cidade importante do mundo, mas, em geral, Buenos Aires é uma cidade belíssima para ser descoberta em movimento, sentindo o ritmo de sua gente...

Metrô

Em Buenos Aires há seis linhas de “subte” –como ele é chamado pelos portenhos. Cada linha é reconhecida por uma letra e uma cor e conta com seu próprio horário de funcionamento. Em geral, os trens circulam das 6 da manhã até as 10 da noite, sem interrupções. Todas as linhas acabam no centro da cidade e são as vias mais rápidas e simples para se movimentar.

Para usar o metrô é preciso comprar as passagens no guichê. As passagens são chamadas de “subtepass”. Cada subtepass custa 5 pesos argentinos e é válido para qualquer linha e suas combinações. Você também pode pagar com o cartão SUBE (Sistema Único de Bilhete Eletrônico), neste caso o valor da passagem é de 4,50 pesos argentinos, com a possibilidade de ir diminuindo o preço com o uso (a partir das 20 viagens por mês).

Horarios y frecuencias de subtes > CLICK AQUI

Ônibus

Há 140 linhas de ônibus que comunicam grande parte da cidade e seus arredores. Os percursos são variados, incluso dentro da mesma linha de ônibus. A experiência pode ser atrativa por caminhos recomendados e com indicações claras. Porém, salvo em casos muito especiais, o ônibus não é a melhor opção para se movimentar.

O preço da passagem varia conforme a distância, começando em 3 pesos argentinos. É possível pagar com moedas na máquina que se encontra dentro dos ônibus ou com o cartão SUBE.

Táxis

Os táxis de Buenos Aires estão em toda parte. É impossível não vê-los com suas cores características: preto e amarelo. Constituem a opção mais confortável para viajar e andam durante as 24 horas.

Todos os táxis utilizam o taxímetro para calcular o preço, que varia conforme for de dia ou de noite. A tarifa inicia em 16,90 pesos argentinos e o valor vai se acrescentando por trechos de 1,43 pesos argentinos (depois das 10 da noite e até as 6 da manhã custa 20 por cento a mais).

O taxímetro indica o preço em pesos argentinos e, na maioria dos casos, só é possível pagar em dinheiro.

BICICLETAS

Nos últimos anos, Buenos Aires se tornou uma cidade super amigável para percorrer de bicicleta. Foram construídos mais de 140 quilômetros de ciclovias para circular pelas ruas e avenidas principais da cidade. Até existe um sistema de transporte público em bicicleta que permite alugá-las de forma gratuita e muito simples –é preciso se registrar no sistema, de maneira online. Para tanto: clique aqui.

O mapa completo de ciclovias pode ser consultado aqui.

Trens

Buenos Aires conta com as duas estações terminais de trem mais importantes da Argentina: Retiro e Constitución, de onde partem vias para diversos pontos do país.

Para os visitantes, o trem é uma opção rápida e pitoresca para conhecer alguns lugares de interesse que se encontram longe da cidade, como os bairros de Tigre, San Isidro e Olivos. Neste caso, a linha indicada é a que vai até Tigre, saindo de Retiro.

A passagem custa 2 pesos argentinos e é possível pagar em dinheiro ou com o cartão SUBE.

* DICA VIAGEIRA * Tudo o que você precisa saber sobre o cartão SUBE

Buenos Aires conta com um cartão que funciona como bilhete eletrônico para todos os meios de transporte público: o cartão SUBE. Na maioria dos casos, o pagamento com o SUBE possui uma tarifa preferencial que torna as viagens mais baratas, além de contar com outros benefícios.

O SUBE se compra nas lojas aderidas da cidade e tem um preço de 20 pesos argentinos. Pode ser recarregado com dinheiro nas mesmas lojas em que o cartão é vendido ou, também, em todas as estações de metrô. Pode ser utilizado por mais de uma pessoa no metrô, nos ônibus e trens da cidade.

> Más información sobre la tarjeta y su obtención.
sube targeta

O que está acontecendo em #buenosaires